Safra de grãos 2005/06: as primeiras estimativas

Segundo o Ministério da Agricultura, as primeiras estimativas com relação à safra brasileira de grãos 2005/06 indicam uma tendência à redução da área plantada em torno de 5%. Essa é uma avaliação preliminar, baseada no contexto de redução da renda dos produtores decorrente da elevação dos custos, da retração nos preços de comercialização e da queda na produção, devido à seca que atingiu algumas regiões do País na safra 2004/05.

No caso do Rio Grande do Sul, as estimativas preliminares da Emater indicam uma redução da área plantada com arroz e soja e um aumento da cultivada com milho. Os primeiros números sobre a intenção de plantio de arroz no Estado mostram uma diminuição em torno de 4% na área plantada. A retração esperada era até maior, tendo em vista os preços recebidos pelos produtores, que são os mais baixos dos últimos 10 anos. Com relação ao milho, há um movimento de reversão da tendência apresentada nos últimos anos, com as estimativas indicando um aumento de quase 15% na área cultivada. Movimento contrário é o apresentado pela área cultivada com soja. Tendo em vista os prejuízos acumulados por essa cultura nos últimos dois anos, no Rio Grande do Sul, especialmente os decorrentes da forte estiagem na safra 2004/ 05, e os baixos preços obtidos na comercialização da mesma safra, a tendência seria de uma forte redução da área plantada. No entanto, as primeiras estimativas apontam uma redução de apenas 4% da área, mas aliada a uma significativa diminuição na utilização de insumos.

Safra de grãos 2005 06 as primeiras estimativas

Compartilhe