Preços puxam crescimento das exportações de alimentos do RS

Examinando as exportações do Estado por setores de atividade, constata-se a importância que os produtos alimentícios possuem. Entre janeiro e novembro de 2008, as exportações desse setor atingiram US$ 4,3 bilhões, cerca de 25,0% do total do Estado (US$ 17,2 bilhões). Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve crescimento de 50,5%. Esse desempenho foi determinado, basicamente, pelo aumento (41,4%) do preço em dólar dos produtos, uma vez que o volume teve elevação de apenas 6,5%.Examinando as exportações do Estado por setores de atividade, constata-se a importância que os produtos alimentícios possuem. Entre janeiro e novembro de 2008, as exportações desse setor atingiram US$ 4,3 bilhões, cerca de 25,0% do total do Estado (US$ 17,2 bilhões). Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve crescimento de 50,5%. Esse desempenho foi determinado, basicamente, pelo aumento (41,4%) do preço em dólar dos produtos, uma vez que o volume teve elevação de apenas 6,5%.

A tabela mostra os dados de forma desagregada. O crescimento (37,2%) do valor exportado dos produtos ligados a abate e fabricação de produtos de carne teve posição principal no aumento dos preços (33,9%). Carnes bovina e suína tiveram reduções nas quantidades embarcadas, mais do que compensadas pelo excelente desempenho dos preços. A carne de frango apresentou elevação em volume e preço, com o valor aumentando 48,2%

O avanço (55,0%) dos preços explica quase todo o incremento de 56,0% no valor exportado dos produtos ligados à produção de óleos e gorduras vegetais e animais. O valor das vendas de óleo de soja aumentou 47,9%, embora o volume das mesmas tenha-se reduzido 5,5%. As exportações de farelo de soja apresentaram pequena elevação no volume (5,4%), mas tiveram crescimento expressivo em seus valores (62,6%).

O valor exportado de arroz, principal produto do setor de moagem, teve importante crescimento em 2008, alcançando US$ 268,3 milhões no período. Nesse caso, a alta dos preços (97,7%) veio acompanhada por crescimento de volume (234,4%).

Preços puxam crescimento das exportações de alimentos do RS

Compartilhe