O desempenho do comércio gaúcho em 2011

No primeiro semestre de 2011, o crescimento da economia gaúcha foi de 6,7% em relação a igual período do ano anterior. Tal desempenho, registrado pelo Índice Trimestral de Atividade Produtiva (ITAP), teve no setor serviços um de seus principais destaques, respaldado especialmente pela atividade de comércio.

Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (IBGE), o índice do comércio varejista ampliado cresceu menos no RS (8,9%) do que no Brasil (9,2%). Os estados que apresentaram maior crescimento no volume de vendas foram: Espírito Santo (27,3%), Minas Gerais (12,1%) e Goiás (12,0%). Já as menores taxas de crescimento ocorreram na Bahia (7,8%), em São Paulo (7,6%) e no Distrito Federal (5,3%).

Observa-se, ainda, que as atividades de comércio que mais cresceram no RS são estreitamente ligadas à construção civil. Seguindo o bom desempenho desse setor, móveis e eletrodomésticos (18,8%) e material de construção (37,6%) foram os grandes destaques do comércio varejista no Estado, com destaque para o último, que cresceu bem acima da média nacional (12,6%). Além de resultar de uma demanda natural da construção civil, a alta taxa desse segmento pode ser explicada pela instalação de grandes lojas varejistas e pelo processo de substituição tributária implantado no Estado. Este último, além de reduzir a sonegação, promoveu uma maior formalização da atividade, melhorando também a qualidade das informações contidas nas pesquisas.

O desempenho do comércio gaúcho em 2011

Compartilhe