Crescem as exportações gaúchas, com destaque para os veículos

As exportações gaúchas, de janeiro a novembro de 2004, cresceram 22,5% em relação a idêntico período do ano anterior, sendo que apenas quatro capítulos representaram 43,5% das vendas externas: calçados, fumo, carnes e veículos.

Nos calçados, polainas e artefatos semelhantes e suas partes, exportados principalmente para os Estados Unidos (60,3%) e o Reino Unido (8,9%), destacaram-se os calçados de couro natural, com 84% do valor embarcado do capítulo, sendo menos relevantes as vendas externas de calçados de borracha, plástico ou matéria têxtil e partes de calçados. No que se refere ao fumo (tabaco) e seus sucedâneos manufaturados, sobressaíram-se as exportações de fumo não manufaturado, que representaram 98% do valor exportado do capítulo, dirigindo-se, sobretudo, para os Estados Unidos (16,3%), à Alemanha (10,6%) e à Bélgica (8,9%). Quanto às carnes e miudezas comestíveis, as exportações de aves foram as mais representativas, com 71% do valor embarcado do capítulo, vindo, após, as carnes de suínos (20%), sendo as vendas do capítulo destinadas, em especial, à Rússia (14,4%), apesar das cotas existentes, ao Japão (11,8%), à Arábia Saudita (7,8%) e aos Países Baixos (7,4%). Já o capítulo veículos automóveis, tratores, etc. suas partes e acessórios cresceu 57,5%, impulsionado, basicamente, pelas exportações de tratores, que se elevaram 72%, seguidas por partes e acessórios para tratores e veículos automóveis, bem como por carrocerias para veículos. As exportações desse capítulo foram embarcadas, sobretudo, para os Estados Unidos (16,1%), à Argentina (15,3%), o Chile (11,3%) e o México (11,1%).

Crescem as exportações gaúchas, com destaque para os veículos

Compartilhe