Textos de: Pedro Tonon Zuanazzi

A reforma da Previdência deve ser discutida, mas quem pagará a conta?

Por: e

Edição: Ano 26 nº 7 – 2017

Área temática:

Assunto(s): , ,

O ano de 2017 trouxe consigo, já nos seus primeiros meses, um acalorado debate acerca da proposta de reforma na Previdência trazida pelo Governo. Em um contexto de ajuste fiscal, é compreensível que a Previdência surja como um dos principais pontos a serem discutidos, tendo em vista sua elevada participação no orçamento do Tesouro nacional. […]

Fim do bônus demográfico. E agora?

Por:

Edição: Ano 26 nº 4 – 2017

Área temática:

Assunto(s): , ,

O bônus demográfico (ou janela de oportunidade demográfica) é o período em que a dinâmica da estrutura etária da população contribui para o crescimento da economia da região. O bônus ocorre durante o intervalo em que, em relação ao ano anterior, há um aumento do percentual da População Potencialmente Ativa (PPA).1 Fundamentalmente, o crescimento do […]

Estimativas da população flutuante do Litoral Norte: uma aplicação para taxas de criminalidade

Por:

Edição: Ano 25 nº 07 – 2016

Área temática:

Os Censos Demográficos e outras pesquisas de menor periodicidade proporcionam um retorno imensurável ao País. Sem essas pesquisas, ficariam comprometidas questões como a adequada representação política de entes federados, a correta distribuição de verbas estatais, a construção de indicadores econômicos e sociais, além da elaboração das mais diversas ações de políticas públicas. Contudo essas pesquisas […]

A dupla jornada e a diferença da idade para a aposentadoria de homens e mulheres

Por:

Edição: Ano 24 nº 07 - 2015

Área temática:

Assunto(s): ,

Entre as discussões da atual modificação na regra para a aposentadoria do Regime Geral da Previdência Social, há manifestações contrárias à diferença de idade de cinco anos entre homens e mulheres para requerer a aposentadoria. Dentre os descontentes, há dois grupos: o primeiro defende que as mulheres deveriam se aposentar após os homens, pois possuem […]

Os ganeses no RS: a imigração pode ser saudável para o Estado

Por:

Edição: Ano 23 nº 08 – 2014

Área temática:

Assunto(s):

Recentemente, mais de 350 ganeses entraram com pedido de refúgio em Caxias do Sul, após ingressarem no País com visto de turista para a Copa do Mundo, conforme amplamente divulgado pela mídia. A forma como o Governo brasileiro deveria atuar gerou controvérsias, havendo receios, por alguns, de que os migrantes pudessem disputar os empregos com […]

O RS deve estar atento às políticas europeias de incentivo à natalidade

Por:

Edição: Ano 23 nº 03 – 2014

Área temática:

Assunto(s): ,

Ao contrário do que previra Malthus, a população europeia no século XX não cresceu a taxas geométricas. Após mais de um século de redução da Taxa de Fecundidade Total (TFT), no início da década de 70 diversos países europeus já se encontravam abaixo da taxa de reposição da população, de 2,1 filhos por mulher em média. […]

Mudanças nos fluxos migratórios entre as mesorregiões do RS

Por:

Edição: Ano 22 nº 12 – 2013

Área temática:

Assunto(s):

O fluxo migratório entre as mesorregiões gaúchas diminuiu, conforme mostram os últimos três Censos através da pergunta sobre onde o respondente residia cinco anos antes da pesquisa. No período 1986-91, o contingente de pessoas que trocaram de mesorregião foi de 302,6 mil, passando para 294,4 mil em 1995-2000 e para 261,4 mil em 2005-10. Apesar […]

O baixo crescimento populacional do RS e suas migrações internas

Por:

Edição: Ano 21 nº 08 - 2012

Área temática:

Assunto(s): ,

O fato de o RS ter sido o estado brasileiro que menos cresceu em população na última década (5,0%) pode ser explicado por dois componentes demográficos expostos pela amostra do Censo 2010: primeiramente, o Estado possui uma baixa taxa de fecundidade (1,75 filho por mulher ao longo de toda sua vida, representando a quinta menor […]

Primeira etapa do bônus demográfico deve terminar em torno de 2015

Por:

Edição: Ano 21 nº 01 - 2012

Área temática:

Assunto(s): , , ,

Existem quatro componentes demográficos que podem provocar a mudança no número de pessoas em uma região: nascimentos, óbitos, emigração e imigração. Projetando-os, a partir do Censo Demográfico 2010, é possível estimar a população futura do RS. Dentre esses componentes, emigração e imigração (que, juntos, formam o saldo migratório) são os mais difíceis de projetar, pois […]

Estimativas da FEE apontam queda da taxa de crescimento da população gaúcha ao longo da década

Por:

Edição: Ano 20 nº 08 - 2011

Área temática:

Assunto(s): ,

Em novembro do ano passado, o IBGE divulgou os primeiros resultados do Censo 2010, apresentando o RS com 10,7 milhões de habitantes, correspondente a um crescimento populacional de 5% na última década (bem abaixo dos 12,3% da média nacional), sendo o Estado com menor crescimento no período. Com o lançamento recente da Sinopse do Censo, […]