Textos de: Sílvia Horst Campos

Desempenho da indústria: recuperação em curso?

Por:

Edição: Ano 13 nº 07 – 2004

Área temática:

A taxa de crescimento de 2,7% do Produto Interno Bruto do Brasil no primeiro trimestre de 2004, em relação ao mesmo período de 2003, e de 1,6%, quando comparado com o trimestre imediatamente anterior, conforme divulgado pelo IBGE, recolocou a atividade econômica brasileira numa trajetória de recuperação. No setor industrial, a expansão de 2,9% foi positivamente influenciada pelo desempenho da […]

A trajetória estável da indústria gaúcha em 2003

Por:

Edição: Ano 13 nº 01 - 2004

Área temática:

A relativa estabilidade no ritmo de crescimento da atividade industrial gaúcha em 2003 pode ser evidenciada pela evolução dos índices de produção física calculados pelo IBGE. As taxas acumuladas até fevereiro, abril, junho, agosto e outubro, em comparação com iguais períodos de 2002, mostram uma trajetória de crescimento praticamente estável, com pequenas oscilações em torno de uma taxa média positiva entre […]

O Moderfrota e a produção e a venda de máquinas agrícolas

Por:

Edição: Ano 12 nº 04 - 2003

Área temática:

Assunto(s):

O desempenho favorável da indústria gaúcha tem sido marcadamente influenciado pelos setores ligados à agroindústria e por outros voltados para o mercado externo. Destaca-se aqui a contribuição positiva do gênero mecânica, alavancada pelo crescimento da produção de máquinas e implementos agrícolas, estimulado pelo programa Moderfrota do Sistema BNDES/Finame. A sua criação, em março de 2000, já possibilitou a renovação de […]

Produção física industrial gaúcha expande-se em 2002

Por:

Edição: Ano 12 nº 01 - 2003

Área temática:

Assunto(s): ,

Ao final de 2001, a produção física industrial no Brasil e na maioria dos estados apontava a superação dos fatores que provocaram desaceleração econômica ao longo do ano passado (racionamento de energia elétrica, taxas de juros elevadas e forte instabilidade cambial associada ao quadro adverso da economia mundial). No primeiro semestre de 2002, contudo, a retomada gradual do crescimento da […]

Mobiliário no RS: desempenho desfavorável

Por:

Edição: Ano 11 nº 12 - 2002

Área temática:

Assunto(s):

O indicador acumulado de produção física da indústria gaúcha do IBGE referente ao período jan.-set./02 registrou um crescimento de 3,7%, bem superior à taxa de 1,1% experimentada pela indústria nacional, refletindo o impacto positivo dos gêneros mecânica e fumo. Dentre as pressões negativas, destaca-se mobiliário, com a segunda pior taxa de crescimento (-9,5%) no conjunto dos gêneros pesquisados pelo IBGE, invertendo […]

Indústria gaúcha em trajetória de expansão

Por:

Edição: Ano 11 nº 09 - 2002

Área temática:

De acordo com os índices de produção física do IBGE, no primeiro semestre de 2002 a indústria brasileira praticamente igualou o nível de produção dos primeiros seis meses de 2001, registrando uma queda de 0,1%. Já no Rio Grande do Sul, a trajetória da produção industrial apresentou melhor performance do que a nacional, acumulando uma expansão de 3,6% no mesmo […]

Fumo impulsiona a indústria gaúcha

Por:

Edição: Ano 11 nº 08 - 2002

Área temática:

Assunto(s): ,

A produção física da indústria gaúcha cresceu, em maio de 2002 na comparação com maio de 2001, tanto em termos mensais (5,7%) como acumulados (3,7%), inserida numa trajetória de retomada do ritmo de crescimento da atividade industrial observada desde o início do ano, colocando, mais uma vez, o Rio Grande do Sul na liderança entre os 10 estados que participam […]

Indústria de material de transporte: bom desempenho, mas perspectivas pessimistas

Por:

Edição: Ano 11 nº 05 - 2002

Área temática:

Assunto(s):

Os indicadores de produção física da indústria gaúcha do IBGE referentes ao primeiro bimestre de 2002 registraram taxas de crescimento positivas, embora menores do que as observadas em igual período do ano anterior (respectivamente, 1,73% e 2,41%). Um dos gêneros que contribuiu positivamente para esse desempenho, inclusive durante a maior parte de 2001, foi material de transporte, que compreende, no […]

Indústria do mobiliário no RS: avanços e obstáculos

Por:

Edição: Ano 11 nº 02 - 2002

Área temática:

Assunto(s):

Responsável por 5,4% do PIB industrial do RS em 2001, a indústria do mobiliário apresentou taxas de crescimento positivas nos seus principais indicadores, com exceção das vendas externas, duramente atingidas pelas dificuldades enfrentadas pelos parceiros comerciais mais importantes: Argentina e Estados Unidos. A crise político-econômica argentina, que acarretou uma redução de 12% nas compras de móveis gaúchos, e a retração do […]