RS deve crescer acima da média nacional em 2011

Os dados do Índice Trimestral da Atividade Produtiva (ITAP), calculados pela FEE para o terceiro trimestre de 2011, confirmam a tendência de desaceleração da economia gaúcha. Após crescer 7,7% no primeiro trimestre, contra igual período do ano anterior, a taxa acumulada até o terceiro trimestre caiu para 5,6%. Mantida a atual tendência, a taxa anual deve ficar abaixo dos 5,6% acumulados até setembro (ver Gráficos 5 e 6, na p. 5).

A desaceleração verificada no RS está alinhada com a conjuntura atual da economia brasileira. Influenciada pelos rumos da economia mundial e pelas medidas contracionistas de política econômica, adotadas ao final de 2010 e início de 2011, a atividade produtiva do Brasil, medida pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), também mostrou sinais claros de diminuição do ritmo de crescimento. No acumulado do ano até o terceiro trimestre, a taxa brasileira ficou em 3,1%.

A comparação dos dados mostra que o RS deve fechar 2011 com crescimento superior ao nacional. E isso se deve principalmente ao desempenho da agropecuária. De acordo com o IBGE, a safra agrícola gaúcha de 2011 será 18,4% maior que a de 2010, enquanto a brasileira será apenas 5,0% superior. O bom resultado do Setor Primário influenciou positivamente a indústria de transformação, que, segundo o IBGE, acumulou crescimento de 1,9% até setembro, contra 1,0% do Brasil. Ainda conforme o mesmo Instituto, o comércio gaúcho cresceu 7,6% até o terceiro trimestre, ligeiramente abaixo do nacional (8,0%).

RS deve crescer acima da média nacional em 2011

Compartilhe