Retomada do crescimento da produção industrial gaúcha em 2002

Em 2002, a produção física da indústria do RS alcançou a expressiva taxa de crescimento de 4,0%, refletindo o bom desempenho observado em grande parte dos gêneros industriais, sobretudo naqueles vinculados à agroindústria. Na comparação com os outros estados pesquisados pelo IBGE, o setor industrial gaúcho atingiu o terceiro melhor resultado, perdendo apenas para o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, cujas elevadas taxas de expansão são explicadas pela performance favorável da indústria extrativa.

Uma análise mais desagregada dos indíces do IBGE permite observar que a atividade industrial foi fortemente influenciada pela evolução da produção de colheitadeiras agrícolas e de ônibus, reboques e semi-reboques, produtos integrantes dos gêneros mecânica (18,4%), material de transporte (9,2%) e metalúrgica (4,0%). Além destes, deve-se destacar o comportamento do gênero fumo, com taxa de crescimento anual de 33,6%, em virtude dos avanços no beneficiamento e na exportação do fumo em folha.

Esses gêneros poderão repetir o bom desempenho nos primeiros meses de 2003, beneficiados pela continuação do apoio à renovação do parque de máquinas agrícolas, através do Moderfrota, e pela expansão das exportações desses produtos.

Retomada do crescimento da produção industrial gaúcha em 2002

Compartilhe