Quebra na produção e queda nas exportações gaúchas de soja em 2005

Os efeitos da quebra na safra gaúcha de grãos sobre os diferentes setores da economia começam a aparecer e passam a ser dimensionados no período pós-colheita. Conforme o levantamento do IBGE efetuado em maio, a redução na produção gaúcha de soja, na safra 2004/05, é de 57,3% em relação à produção obtida em 2003/04. A quebra atual deverá ter reflexos bastante significativos sobre várias áreas da economia gaúcha. As empresas produtoras de máquinas e equipamentos para a agricultura já vinham registrando uma retração nas suas vendas, mas, agora, o que começa a aparecer com maior clareza são os reflexos sobre as exportações do complexo soja, especialmente as de soja em grão. Nos meses de janeiro a abril de 2005, as vendas de soja em grão tiveram uma queda de 96,5% no volume exportado, em relação ao mesmo período de 2004. A perda de receita situa-se no mesmo patamar, ou seja, não há, até este momento, compensações via preços para a queda no volume produzido. Apesar do aumento do preço internacional do grão nos últimos meses, a valorização do real frente ao dólar tem anulado a possibilidade de crescimento da receita auferida pelos setores ligados à produção de soja.

Quebra na produção e queda nas exportações gaúchas de soja em 2005

Compartilhe