Primeiro quadrimestre de 2006: setor calçadista continua em crise no RS

A crise pela qual passa o setor calçadista é intensa no Rio Grande do Sul, devido à representatividade do mesmo na economia do Estado. Esse segmento tem uma participação de aproximadamente 12% no valor da transformação industrial (VTI) e de 13% no total das exportações. Depois de encerrar o ano de 2005 com queda no volume das exportações e da produção — resultado da desvalorização do dólar e da concorrência dos calçados chineses —, o setor continuou a enfrentar, no primeiro quadrimestre de 2006, em relação a igual período do ano anterior, quedas de 21,6% no volume e de 3,3% no valor das exportações.

Embora o preço médio tenha aumentado nesse período, em razão de uma maior agregação de valor no calçado exportado pelo RS, esse aumento não foi suficiente para contrabalançar a queda continuada no volume das exportações. Bem diferente é o comportamento do setor nos demais estados brasileiros, quando, nesse mesmo período, tanto o volume como o valor das exportações tiveram um crescimento de 18,8% e de 12,5% respectivamente.

Somente agora, em maio de 2006, o Governo Federal disponibilizou uma linha de crédito junto ao Banco do Brasil, no valor de R$ 400 milhões, para socorrer a indústria calçadista, com 12 meses de carência mais 12 meses para parcelamento.

Primeiro quadrimestre de 2006 setor calçadista continua em crise no RS

Compartilhe