Pegada ecológica no BRICS

A pegada ecológica (PE) é uma medida de sustentabilidade que indica o tamanho da pressão exercida pelo homem sobre o meio ambiente. Ela informa quantos hectares globais são necessários para sustentar a demanda anual de um país por recursos renováveis. O hectare global (Gha) é uma medida padronizada que considera as seguintes áreas: agricultura, pastagens, florestas, oceanos, área construída e área para absorção de carbono. Da mesma forma, é apurada a biocapacidade (BC), que indica quantos Gha o país dispõe para atender à demanda.

Os dados da tabela informam a PE e a BC dos países que formam o BRICS — Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Os países que mais incrementaram sua PE per capita entre 2001 e 2007 foram o Brasil e a China. A China registrou déficit ecológico em 2007, ou seja, precisou “importar” 1,2Gha per capita para sustentar a demanda que tem por recursos ambientais. Já o Brasil registrou 6,1Gha per capita de superávit no mesmo ano.

Mesmo ainda registrando superávit, o Brasil sofreu uma redução no saldo ecológico maior do que a China, apesar do crescimento econômico consideravelmente menor. Essa redução é explicada pelo crescimento populacional e pela redução de BC na categoria florestas.

Pegada ecológica no BRICS

Ely José de Mattos
Economista, Pesquisador da FEE

Compartilhe