Países que mais cresceram na pauta de exportações gaúchas, em 2014

Mesmo com o desempenho negativo das exportações gaúchas em 2014, alguns países de destino destacaram-se pela ampliação da compra de produtos do Estado, contribuindo para amenizar a queda (ver tabela). Na comparação com 2013, o maior crescimento em valor exportado foi para a Rússia, devido, principalmente, ao aumento na compra de carne suína, que ocorreu após esse país proibir a entrada de produtos da União Europeia e dos EUA. Além disso, o setor, no Brasil como um todo, vem retomando as vendas para a Rússia depois do fim do embargo às carnes brasileiras.

Diversos produtos contribuíram para o crescimento da participação de alguns países. O farelo de soja, por exemplo, ajudou a impulsionar as exportações para Eslovênia, Paquistão, Irã, Indonésia e Turquia. Os demais produtos do complexo da soja também foram importantes, como são os casos do grão de soja, que foi o produto com maior crescimento nas vendas para o Vietnã, e do óleo de soja, que foi o responsável pelo bom desempenho da Índia. Para as Filipinas, destacaram-se as vendas de trigo que ocorreram no final do ano. Já para a Angola, foram vendidos, principalmente, alimentos embutidos. Os países da América Latina que se destacaram em 2014 foram impulsionados, principalmente, por produtos manufaturados, como óleo diesel para o Paraguai, carne de aves para a Venezuela, plásticos para o México e arroz para o Peru.

Essa melhora nas vendas do Rio Grande do Sul ocorreu, em grande parte, para países que vêm sendo apontados como regiões que terão forte crescimento econômico nos próximos anos, que é o caso de Vietnã, México, Indonésia, Filipinas, Paquistão, Irã e Turquia. Esses países têm uma participação ainda modesta na pauta de exportações do Estado no momento (6,6%), mas podem compensar as vendas, quando houver um arrefecimento para destinos mais tradicionais. Ou, ainda, auxiliar na ampliação do total exportado pelo Estado.

drope3

Compartilhe