O perfil dos municípios mais desenvolvidos

No contexto da análise do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese), é interessante verificar-se que padrões emergem quando se objetiva encontrar um perfil dos municípios mais desenvolvidos.

Nessa busca, calculou-se a correlação do Idese dos municípios gaúchos com indicadores tradicionais para o ano de 2006. A correlação entre dois indicadores indica o quão atrelado é o comportamento destes; onde, quanto maior é o valor da correlação, maior é a intensidade da associação.

Da análise dos dados, observa-se que o Idese, geralmente, é maior em municípios populosos, urbanizados, com mais mulheres do que homens – confirmando a tese demográfica de que, nas migrações intraestaduais, as mulheres predominam em relação aos homens, na procura por melhores condições de trabalho – e com mais pessoas com idade entre 20 e 49 anos, faixa etária que poderia ser interpretada como sendo o auge da idade ativa. No que diz respeito à economia, percebe-se também que, geralmente, o Idese é maior em municípios com PIBs maiores, mais dependentes dos serviços e da indústria e pouco dependentes da agropecuária.

No contexto acima, sintetizam-se as relações dos 496 municípios gaúchos em poucos indicadores. Contudo, quando se olha para outros anos ou apenas para os 10 municípios com maior Idese, chega-se aproximadamente às mesmas conclusões, o que corrobora as afirmações precedentes.

Essas características são importantes para se confirmar que não há fórmulas mágicas para alcançar as mais altas posições. A solução é priorizarem-se, de forma equilibrada, avanços econômicos e sociais, com ênfase na indústria, na prestação de serviços e na urbanização.

O perfil dos municípios mais desenvolvidos

Compartilhe