O papel do Bloco Educação na elevação do Idese durante o período 2010-12

A recente ênfase das políticas públicas na educação infantil parece estar gerando resultados no Brasil e no RS. Os dados do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do Estado mostram que a elevação das matrículas na pré-escola teve papel importante no período 2010-12.

O Idese é um índice sintético de desenvolvimento composto por três blocos (Educação, Renda e Saúde) e divulgado anualmente pela FEE. Os últimos dados divulgados mostram elevação de 0,727 para 0,744 no índice geral no período 2010-12 (1,2% a.a.). O maior aumento foi no Bloco Educação, que passou de 0,654 para 0,685 (2,3% a.a. em 2010-12). A taxa de matrícula bruta na pré-escola foi o destaque, tendo-se elevado de 60,1% para 70,9% de acordo com estimativas da FEE.

A melhoria nos indicadores da pré-escola é bem-vinda. O Plano Nacional de Educação (2014-24) prevê atendimento escolar de 100% às crianças de 4 e 5 anos. Apesar do crescimento, ainda é necessário maior esforço para atingir a necessária universalização do atendimento.

Indicadores para o ensino fundamental avaliados no Idese também apresentaram melhora no período em questão. O sub-bloco ensino fundamental (EF), que conta com indicadores de qualidade, elevou-se de 0,669 para 0,680. Essa elevação foi fruto do desempenho dos estudantes gaúchos dos anos iniciais do EF na Prova Brasil. Relativa estabilidade foi verificada nos indicadores referentes ao ensino médio, além de uma pequena melhoria nos indicadores de estoque de escolaridade adulta.

drope6

Compartilhe