Mudanças recentes nos anos de estudo dos gaúchos

Ao se considerar a evolução dos anos de estudo da população do Rio Grande do Sul na década de 1998 a 2008, segundo as faixas de anos de estudo estabelecidas na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), podem-se identificar duas tendências. A primeira delas é a estabilização do percentual da população na faixa .sem instrução ou menos de um ano de instrução.. Nela se mantêm cerca de 5% da população gaúcha no período. Os percentuais da população nas outras faixas de anos de estudo variaram bastante e apontam para a segunda tendência, de aumento do tempo de perman ência na escola, no Estado. Isso se observa na simultaneidade entre o decréscimo dos percentuais da população nas faixas mais baixas de anos de estudo e o aumento dos percentuais da população em faixas de anos de estudo mais altas. Ao se considerarem as faixas de um a três anos e de quatro a sete anos de estudo, verifica-se que, nelas, em 1998, o percentual da população era de, respectivamente, 12,42% e 35,33%. Em 2008, nas mesmas faixas, os percentuais eram de, respectivamente, 9,21% e 30,21%. Já em relação aos percentuais da população nas faixas de oito a 10 anos e de 11 a 14 anos de estudo, observa-se que, em 1998, eles eram de, respectivamente, 12,73% e 11,88% e, em 2008, eram de 15,69% e 19,87%.

Mudanças recentes nos anos de estudo dos gaúchos

Compartilhe