Mortes violentas nas capitais e no Distrito Federal

A violência a que está submetida a população brasileira tem sido um tema constante nos diferentes veículos de comunicação. Recentemente, o Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, divulgou, via internet, os dados relativos aos diversos tipos de delitos que ocorrem nas 26 capitais e no Distrito Federal, para o período 1999-01.

Tomando-se os valores relativos a mortes violentas, que agregam todos os delitos com vítima fatal registrados e informados à Secretaria Nacional de Segurança, constata-se que não são as grandes capitais que apresentam as maiores ocorrências.Utilizando-se o indicador de mortes violentas por 100 mil habitantes para o ano 2001, verifica-se o maior indicador em Vitória (123,6), seguido por Porto Velho (102,0), cidades com menos de 200 mil habitantes. Nas cidades com mais de um milhão de habitantes, aparecem Recife (83,8), seguida por Rio de Janeiro (67,6), Curitiba (63,8) e São Paulo (63,1). Porto Alegre ocupou a 13a posição, com um indicador de 47,3.

Chama atenção, contudo, o incremento verificado nesse indicador em algumas capitais. Exemplo disso é observado em Florianópolis, capital com um dos menores indicadores em 2001 (27,2), mas que, no período 1999-01, apresentou um incremento de 91,5%, seguida por Goiânia, com um aumento de 50,1%. Por sua vez, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre apresentaram redução nesse indicador: -7,4%, -11,7% e -5,4 respectivamente.

Mortes violentas nas capitais e no Distrito Federal

Compartilhe