Mortalidade dos jovens por causas externas no RS

A mortalidade por causas externas, grupo que inclui óbitos violentos, como acidentes de trânsito, homicídios e suicídios, vitimou 6.873 gaúchos em 2004, representando 9,6% dos óbitos naquele ano. Esse tipo de morte ocupou a quarta colocação entre os grupos de causa de mortalidade, sendo superado apenas pelas doenças do aparelho circulatório (primeiro lugar), neoplasias (segundo lugar) e doenças do aparelho respiratório (terceiro lugar). A mortalidade por causas externas afeta, em especial, os adolescentes e os jovens do sexo masculino: 82% dos óbitos por causas externas, em 2004, foram de homens, sendo que 72% dos ocorridos entre a população de 15 a 19 anos decorreram desse grupo de causas.

Os dados de mortalidade proporcional por causas externas entre a população de 15 a 19 anos apresentados na tabela revelam que os homicídios e os acidentes de trânsito são responsáveis pela grande maioria dos óbitos, significando, nos últimos anos, cerca de 70% deles. Homicídios representaram 44% dos óbitos em 2004, revelando uma tendência de crescimento na participação. Suicídios e afogamentos são as causas de cerca de 20% das mortes por causas externas entre a população daquela faixa etária.

Mortalidade dos jovens por causas externas no RS

Compartilhe