Desempenho do comércio gaúcho no 1º trimestre de 2012

Conforme os dados provenientes da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, observa-se que o volume de vendas do comércio gaúcho cresceu 7,0% no 1º trimestre de 2012, quando comparado com o mesmo período de 2011. O comércio brasileiro obteve crescimento pouco superior (7,3%) no mesmo período.

Os principais setores que contribuíram para o crescimento do comércio no RS foram equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (34,3%), hipermercados e supermercados (18,7%) e móveis e eletrodomésticos (11,1%). Por outro lado, os que apresentaram piores resultados foram combustíveis e lubrificantes (-3,0%) e veículos, motocicletas, partes e peças (-2,8%).

O elevado crescimento no ramo equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação pode ser explicado pela redução do preço desses produtos, provocada pela sobrevalorização do real frente ao dólar e pelas condições de pagamento facilitadas em prazos mais longos. Já o alto incremento de hipermercados e supermercados deve-se, principalmente, ao aumento da massa salarial e à expansão do crédito. Para móveis e eletrodomésticos, o aumento decorre de incentivos, como a redução de IPI, visto que setores como móveis e decoração foram incluídos pelo Governo na concessão desse benefício.

O fraco desempenho do ramo veículos, motocicletas, partes e peças decorre, principalmente, do término das reduções de IPI para o setor. No caso de combustíveis e lubrificantes, a performance ruim é explicada pelo aumento do preço médio de combustíveis, fato que reduziu a demanda por esses bens.

Desempenho do comércio gaúcho no 1º trimestre de 2012

Compartilhe