Desempenho da produção de uva e de maçã no Rio Grande do Sul, em 2001-02

A produção gaúcha de uva e de maçã em 2002 apresentou um incremento de 15% e 14% em relação ao ano anterior, atingindo um volume de 570 e 347 toneladas respectivamente. Quanto à produtividade, houve um aumento de 8% para uva e de 15% para maçã.

Desempenho da produção de uva e de maçã no Rio Grande do Sul, em 2001-02

No Brasil, as últimas três décadas caracterizaram-se pelo aumento da produção de maçã, que passou de um estágio praticamente de autoconsumo para o de uma pomicultura comercial. A produção está concentrada em dois estados: Santa Catarina e Rio Grande do Sul — principalmente nas localidades de São Joaquim (SC) e Vacaria (RS), que, por serem de clima frio, favorecem o cultivo desse fruto. No ano 2002, o Estado gaúcho participou com 40% da produção nacional, enquanto o catarinense, com 52%, representando, em conjunto, 92% da oferta.

Diferentemente da maçã, a produção de uva está concentrada em cinco estados: o Rio Grande do Sul detém uma fatia de 51% da produção; São Paulo, 21%; Pernambuco, 9%; Paraná, 7%; e Bahia, 7%, atingindo 95% da produção brasileira.

Quanto à exportação desses frutos, é importante ressaltar que o Rio Grande do Sul possui uma posição de destaque no comércio de maçãs in natura. Em 2002, foram exportadas 35.817t, volume superior em 103% ao de 2001, representando 54% das exportações brasileiras. No que diz respeito à uva, o Estado também tem uma participação significativa nas exportações de suco. Em 2002, foram exportadas 1.256t, correspondendo a 94% das exportações brasileiras desse produto.

Compartilhe