Crescimento populacional dos Coredes do Rio Grande do Sul entre 2000 e 2006

As estimativas populacionais de 2006, quando comparadas aos dados do Censo Demográfico 2000, mostram que os Coredes com maiores crescimentos no número de habitantes por km2 foram o Vale do Rio dos Sinos, com um acréscimo de 96,4 habitantes por km2 entre 2000 e 2006, o Metropolitano Delta do Jacuí (31,1 habitantes por km2), o Serra (14,2 habitantes por km2) e o Paranhana-Encosta da Serra (14,0 habitantes por km2). A escolha da densidade demográfica como indicador do crescimento demográfico, ao invés da tradicional taxa de crescimento anual deve-se à opção de enfatizar o volume e a concentração do crescimento em lugar do acréscimo populacional relativo. No mapa, pode-se ver claramente a expansão da concentração populacional dos Coredes Metropolitano Delta do Jacuí e Vale do Rio dos Sinos em direção aos Coredes circunvizinhos. Quando se analisa o crescimento da densidade demográfica dos municípios, verifica-se que os maiores aumentos de habitantes por km2 ocorreram em Alvorada (407 habitantes por km2), Cachoeirinha (271 habitantes por km2),Esteio (225 habitantes por km2), Canoas (218 habitantes por km2) e São Leopoldo (209 habitantes por km2).

Os Coredes onde houve diminuição na densidade demográfica foram Médio Alto Uruguai, Missões, Fronteira Noroeste, Rio da Várzea e Nordeste e Noroeste Colonial. Esses dados indicam que a tendência verificada nas últimas décadas de fluxos populacionais oriundos do norte do Estado com destino aos Coredes Vale do Rio dos Sinos, Metropolitano Delta do Jacuí e Serra continua ocorrendo.

Crescimento populacional dos Coredes do Rio Grande do Sul

Compartilhe