Crescimento da ocupação reduz o desemprego na RMPA

Após seis meses de declínio, observou-se, em julho, agosto e setembro do corrente ano, uma recuperação do nível ocupacional na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) para 1.621 mil, 1.63 mil e 1.665 mil ocupados respectivamente (gráfico). Com isso, o processo de elevação da taxa de desemprego, que chegou a atingir 14,4% em junho, foi interrompido, tendo esta passado a se situar em 13,8% em julho, 13,4% em agosto e 12,8% em setembro.

Em termos comparativos, é interessante destacar que, em 2006, a recuperação do nível ocupacional e a redução da incidência do desemprego na RMPA começaram a se dar um pouco mais cedo, no mês de maio. Não obstante, ao longo de todo o período jan.-set., essas duas variáveis do mercado de trabalho se situaram em patamares mais satisfatórios, em 2007, em comparação ao ano passado. A esse respeito, quando se coteja o mês de setembro do corrente ano com o mesmo mês de 2006, constata-se que o nível de ocupação registrou uma elevação de 5,2%, o que representou um ganho de 82 mil postos de trabalho, enquanto a taxa de desemprego se reduziu de 14,3% para 12,8% em idêntica base comparativa. As causas desse comportamento favorável do mercado de trabalho da RMPA em 2007, vis-à-vis ao ano anterior, estão associadas ao desempenho da economia do RS, que, de acordo com o Índice Trimestral de Atividade Produtiva (ITAP), registrou crescimento de 8,9% no primeiro semestre do corrente ano, em relação à igual período do ano de 2006, o que está proporcionando impactos positivos sobre a geração de oportunidades de trabalho e, conseqüentemente, a redução da incidência de desemprego no mercado de trabalho local.

Crescimento da ocupação reduz o  desemprego na RMPA

Compartilhe