Comércio varejista do RS: a força do Interior

O comércio varejista do Estado vem apresentando quedas de vendas ao longo do ano, chegando, no acumulado até setembro, com uma retração de 0,8%, contra igual período do ano anterior.

Esse fraco desempenho do comércio é determinado pelo resultado observado na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA), uma vez que as vendas no interior do Estado têm acusado taxas positivas durante o ano, apresentando um crescimento de 13,7% até setembro. O comércio varejista na RMPA, para o mesmo período, apresentou uma queda de 5,4%.

Esses movimentos contrários das vendas na RMPA e no Interior devem-se, principalmente, ao fato de a agropecuária gaúcha ter registrado, neste ano, uma supersafra, fazendo com que sua comercialização traga reflexo positivo para toda a economia do interior do Estado.

No Interior, das nove atividades pesquisadas, seis tiveram desempenho positivo, destacando-se automóveis, motos, peças e acessórios (10,9%). Na RMPA, para o mesmo universo, somente duas atividades verificaram expansão, sendo a com melhor desempenho móveis e eletrodomésticos (4,1%).

Para o final deste ano, as vendas devem apresentar um melhor desempenho, tanto pelo efeito sazonal como pela manutenção do ritmo de queda das taxas de juros e da inflação.

Comércio varejista do RS a força do Interior

Compartilhe