Aumento das vagas para o ensino técnico profissional de nível médio

A educação profissional técnica de nível médio no Brasil experimentou, recentemente, importante expansão. O número de matrículas nas escolas técnicas aumentou 46,2% no período 2007-10; passou de 780.162 para 1.140.388. No RS, o crescimento das matrículas teve menor ritmo (9,5%), quando comparado com o Brasil, passando de 78.857 para 86.354 matrículas.

Em relação às vagas públicas no ensino profissional (municipal, estadual e federal), essas apresentaram um crescimento de 51,6% no Brasil e de apenas 6,7% no Estado. No cotejo entre as participações dos setores público e privado, o primeiro oferecia 50,4% das vagas em 2007 e 52,2% em 2010, no total do Brasil. No RS, a participação da esfera pública sofreu um leve declínio de 53,4% (2007) para 52,1% (2010).

Quanto ao setor privado, embora seu ritmo de crescimento tenha sido robusto, na ordem de 40,7% no período analisado, ficou abaixo da expansão verificada no setor público do Brasil. No RS, a oferta na área privada cresceu 12,7% no período, acima do setor público. A performance das matrículas do ensino técnico profissional na rede pública foi marcada pelo crescimento da oferta da dependência administrativa federal, pois essa, entre 2007 e 2010, cresceu 50,6% e, em números de matrículas, passou de 109.777 para 165.355 (MEC/INEP); no RS, a dependência federal cresceu 44,9%, passando de 8.369 para 12.126 matrículas.

Aumento das vagas para o ensino técnico profissional de nível médio

Compartilhe