As previsões para a safra de verão 2008/2009

No contexto da atual crise econômica mundial, qualquer previsão negativa a respeito do desempenho dos setores e/ou de queda nas diferentes variáveis econômicas tem grande impacto, uma vez que aprofunda o quadro de recessão, e as estimativas de março do IBGE para a produção de grãos na safra brasileira de verão de 2008/2009 não são animadoras. De acordo com as previsões, essa safra terá uma redução de quase 6% em relação ao volume colhido em 2008. A diminui- ção será decorrente da retração da produção de milho, que está estimada em torno de 13%, e de um volume 2,3% menor na colheita de soja, no Brasil. No caso da cultura do milho, foi, na sua maior parte, o baixo preço de comercialização do grão em 2008 o responsável pela redução no volume produzido. Como o milho tem importância fundamental na composição das rações para aves e suínos, podem-se esperar problemas de abastecimento e encarecimento das rações e, conseqüentemente, pressão sobre os preços desses dois tipos de carne.

No Rio Grande do Sul, as previsões são mais otimistas. A safra de grãos de verão no Estado deverá ser 3% maior em 2009 do que no ano passado. Os piores resultados foram registrados na produção de milho, que sofreu uma redução de quase 12%. A diminuição da produção deu-se em função da redução da área plantada, decorrente dos baixos preços de comercialização, e foi acentuada pelos problemas climáticos no decorrer do período produtivo.

As previsões para a safra de verão 20082009

Compartilhe