AIDS no RS: tendência à estabilização

O Ministério da Saúde, através das informações do Sistema Nacional de Agravos de Notificação, afirma que a epidemia de AIDS, no Brasil, está em um processo de estabilização, tendo sido registrados 362.364 casos entre 1980 e 2004. O País vem apresentando uma taxa de incidência em torno de 18 novos casos por 100.000 habitantes nos últimos oito anos, embora tenha registrado o número de 32.247 novos casos em 2003.

O Rio Grande do Sul confirmou essa tendência de relativa estabilização anual no período 1998-03. Em 2003, foram diagnosticados 2.359 novos casos. Em função dessa estabilidade, o Estado mantém-se em terceiro lugar nessa categoria, no País.

A taxa de letalidade em relação à doença, no Rio Grande do Sul, mostra uma queda expressiva a partir de 1996, estabilizando-se em 3% de 2001 a 2003, tendo ocorrido, neste último ano, um total de 418 óbitos.

Em que pese à eficácia dos tratamentos na sobrevida dos pacientes, graças à qualidade dos novos medicamentos, são necessários, entretanto, novos programas governamentais de prevenção, a fim de diminuir a possibilidade de transmissão da doença.

Número de casos diagnosticados de AIDS no Rio Grande de Sul — 1995-03

FONTE: SES-RS.

Compartilhe