A agricultura gaúcha e a safra de 2014

A produção gaúcha de cereais, leguminosas e oleaginosas foi a maior da história no ano de 2013, alcançando 30.293.424 toneladas, valor 2,0% superior ao da safra de 2011 e 58,2% ao da safra de 2012, que foi muito prejudicada pela estiagem.

A estrutura produtiva está bastante concentrada. Apenas quatro culturas — soja (42,1%), arroz (26,7%), milho (17,7%) e trigo (11,1%) — correspondem a 97,6% do total da produção. Em relação à área plantada, a predominância da soja é ainda maior. Do acréscimo de 484.963ha ocorrido em 2013, a soja teve um incremento de 458.586ha, totalizando 57,3% da área plantada de cereais, leguminosas e oleaginosas no Estado. As mesmas quatro culturas — arroz (13,2%), milho (12,3%) e trigo (12,9%) —, juntamente com a soja, ocupam 96% da área plantada do Rio Grande do Sul nessa categoria.

As primeiras previsões para a safra 2014 indicam, caso as condições climáticas projetadas se mantenham, um novo recorde, novamente concentrado na cultura da soja. A perspectiva é a de que haja um aumento na produção da soja da ordem de 9%, com incrementos de 5% na área plantada e em torno de 4% na produtividade. Já para o arroz, projeta-se um crescimento superior a 5% na produção, 2,7% na área e 4,6% na produtividade. De outra parte, verifica-se diminuição da área plantada do milho (-7,9%), mas com incremento de produtividade (6,3%) e produção (0,9%).

Como a agricultura é mais relevante na estrutura produtiva gaúcha do que na brasileira, com maior influência no desempenho dos demais setores, seja pela importância de sua cadeia agroindustrial, seja pelas atividades de comercialização e demais serviços, verifica-se, historicamente, a tendência de um crescimento maior da economia do RS vis-à-vis à do Brasil nos anos em que a agricultura gaúcha cresce mais do que a brasileira.

Assim como no ano de 2013, quando a agricultura gaúcha registrou um desempenho melhor do que o nacional e resultou em um crescimento do PIB regional superior ao do Brasil, as perspectivas para 2014, notadamente pelas projeções de desempenho da soja, indicam uma tendência semelhante.

A agricultura gaúcha e a safra de 2014

Compartilhe