Textos com assunto: cultivo

A produção das três principais frutas no RS: 1991-00

Por:

Edição: Ano 12 nº 12 - 2003

Área temática:

Assunto(s): ,

Entre 1991 e 2000, a produção das três principais frutas no Estado — uva, maçã e pêssego — apresentou importantes taxas de crescimento, ampliando sua importância na economia gaúcha. Uma vez que a produção é espacialmente concentrada, busca-se registrar a evolução da produção de cada uma dessas frutas nos dois Coredes onde elas têm maior presença.

A produção de maçã é a que apresenta maior acréscimo entre 1991 e 2000. No Estado, a produção atinge a variação de 134,55%, influenciada tanto por aumentos de área quanto de produtividade. O crescimento foi especialmente expressivo no Corede Nordeste, onde atingiu 195,06%, seguido pelo Hortênsias, com uma variação bem inferior, de 36,38%. Quanto à uva, a variação da produção no Estado atinge 34,38%, em função de aumentos de produtividade no Corede Serra, que registrou uma variação de 46%, já que, no outro Corede produtor de uva — o Vale do Taquari —, ocorreu queda de 10,83%, o que, no entanto, não teve impacto na produção total do Estado, visto que a produção de uva está concentrada na região da Serra (86% da produção estadual). Em relação ao pêssego, a variação da produção estadual foi de 73,44%, observando-se, nos dois principais produtores de pêssego — os Coredes Serra e Sul —, um incremento de 419,87% e de 35,52% respectivamente.

A produção das três principais frutas no RS 1991-00

Compartilhe

Desempenho da produção de uva e de maçã no Rio Grande do Sul, em 2001-02

Por:

Edição: Ano 12 nº 02 - 2003

Área temática:

Assunto(s): , , ,

A produção gaúcha de uva e de maçã em 2002 apresentou um incremento de 15% e 14% em relação ao ano anterior, atingindo um volume de 570 e 347 toneladas respectivamente. Quanto à produtividade, houve um aumento de 8% para uva e de 15% para maçã.

Desempenho da produção de uva e de maçã no Rio Grande do Sul, em 2001-02

No Brasil, as últimas três décadas caracterizaram-se pelo aumento da produção de maçã, que passou de um estágio praticamente de autoconsumo para o de uma pomicultura comercial. A produção está concentrada em dois estados: Santa Catarina e Rio Grande do Sul — principalmente nas localidades de São Joaquim (SC) e Vacaria (RS), que, por serem de clima frio, favorecem o cultivo desse fruto. No ano 2002, o Estado gaúcho participou com 40% da produção nacional, enquanto o catarinense, com 52%, representando, em conjunto, 92% da oferta.

Diferentemente da maçã, a produção de uva está concentrada em cinco estados: o Rio Grande do Sul detém uma fatia de 51% da produção; São Paulo, 21%; Pernambuco, 9%; Paraná, 7%; e Bahia, 7%, atingindo 95% da produção brasileira.

Quanto à exportação desses frutos, é importante ressaltar que o Rio Grande do Sul possui uma posição de destaque no comércio de maçãs in natura. Em 2002, foram exportadas 35.817t, volume superior em 103% ao de 2001, representando 54% das exportações brasileiras. No que diz respeito à uva, o Estado também tem uma participação significativa nas exportações de suco. Em 2002, foram exportadas 1.256t, correspondendo a 94% das exportações brasileiras desse produto.

Compartilhe

Comportamento das produções de uva e de maçã no Rio Grande do Sul – 2001/02

Por:

Edição: Ano 11 nº 06 - 2002

Área temática:

Assunto(s): , , ,

A produção gaúcha de uva e de maçã tem uma posição de destaque na fruticultura nacional. Em 2000, o Rio Grande do Sul era, de longe, o maior produtor de uvas do País: o volume produzido no Estado representava 52% da produção nacional, sendo o segundo colocado o Estado de São Paulo, com 19%. Na produção de maçã, a primeira colocação ficava para o Estado de Santa Catarina, com 52% do total do País. O RS vinha logo a seguir, com 44%. Juntos, os dois estados eram responsáveis por 96% da produção nacional de maçã.

Estimativas realizadas pelo IBGE para a safra de uva de 2002 no RS apontam uma produção de 567.757 toneladas, o que representa incremento de 14% com relação ao ano anterior. Esse resultado, caso confirmado, supera também o da safra de 2000 (521.110t), que havia estabelecido um recorde para essa cultura no Estado.

Já as maçãs, entre 2001 e 2002, apresentam, segundo a estimativa, crescimento de 15%, com uma produção de 351.353 toneladas. Embora essa cultura tenha superado, neste ano, a produção de 2001, não alcançou o patamar de 427.036 toneladas colhidas em 2000.

Quanto ao comportamento da área colhida desses produtos em 2002, constatam-se praticamente uma estabilidade (redução de 0,4%) no que diz respeito à maçã e um incremento de 5,5% na área de uva.

Comportamento das produções de uva e de maçã no Rio Grande do Sul – 200102

Compartilhe